Vista aérea (Outeiro S. Miguel)
Vista aérea (Outeiro S. Miguel)

Centro Escolar - Lar Infância e Juventude - Tipografia

press to zoom
Entrega da medalha de mérito
Entrega da medalha de mérito

Por S.ª Ex.cia o Sr. Presidente da República

press to zoom
Apoio aos idosos
Apoio aos idosos

press to zoom
Vista aérea (Outeiro S. Miguel)
Vista aérea (Outeiro S. Miguel)

Centro Escolar - Lar Infância e Juventude - Tipografia

press to zoom
1/16

Instituto de S. Miguel

    O Instituto de S. Miguel, é uma Fundação Particular de Solidariedade Social, criada em 23 de Novembro de 1944, pela já extinta Sociedade de Produção e Educação Social, S.A.

    A sua sede é na Rua 31 de Janeiro n.º 54, na cidade da Guarda. Tem por finalidade a educação e promoção social, através de serviços especializados de assistência, estabelecidos ou a estabelecer em qualquer parte do território continental em que se torne conveniente e viável a sua ação, bem como através de publicações periódicas, que ajudem a realizar as suas atividades.

    Para a realização dos seus fins, o Instituto de S. Miguel, dispõe de meios humanos, materiais e técnicos em diversos locais do país.

    A Liga dos Servos de Jesus é a principal impulsionadora do Instituto de São Miguel.

  É formada por Servos Internos e Externos e considerada uma vasta família espiritual constituída por homens, mulheres, casados, solteiros, leigos de qualquer condição social que, procurando viver à maneira dos primeiros cristãos, estão dispostos a realizar na vida esta divisa: “É PRECISO QUE JESUS REINE”. 

    Preside à Liga o Bispo da Diocese da Guarda, coadjuvado por um(a) Assistente Geral.
    O sr. Bispo D. João de Oliveira Matos foi o fundador da Liga dos Servos de Jesus.

    Nasceu em Valverde, concelho do Fundão, numa casa humilde, a 1 de Março de 1879. Após os estudos na escola primária e no Liceu de Castelo Branco, ingressou no Seminário da Guarda, em Setembro de 1896. Fez a sua Ordenação Sacerdotal a 28 de Março de 1903 e  Episcopal a 25 de Julho de 1923. D. João, conseguiu reunir na Lajeosa do Mondego, a 11 de Fevereiro de 1924, uma pequena falange de almas de boa vontade às quais expõe o seu plano:
“ a Obra que vamos fundar será para homens, mulheres, casados, solteiros e até doentes”.
     Fundou por esta altura a Liga dos Servos de Jesus, a 17 de Fevereiro de 1924. 
     Faleceu no Outeiro de S. Miguel a 29 de Agosto de 1962.
     A 30 de Janeiro de 1994 foi aberto o processo Diocesano para a sua Beatificação.
    A 13 de Junho de 2013 foram reconhecidas as "Virtudes heroicas"  e declarado Venerável pela Congregação para a Causa dos Santos.